Para quem sonha em trabalhar com arte na indústria de jogos

A regra máxima aqui é: o seu portfólio é muito mais importante que qualquer outra coisa.

Veja bem, estudar em uma ótima universidade é ótimo, ter trabalhado com muitas empresas é tão bom quanto. Mas nada disso é suficiente se o seu portfólio for mediano.

Mais do que um bom currículo escrito, um profissional da indústria de jogos precisa ter um bom portfólio. Seja ele uma pasta com suas ilustrações, um perfil em uma rede social reunindo o seu trabalho ou até mesmo um site totalmente seu.

Por isso eis um FAQ rápido com o que você precisa saber na hora de montar o seu portfólio:

P: Posso enviar minha arte original?
R: Nunca. jamais envie qualquer arte original para uma empresa. Caso seja solicitado, envie apenas cópias do seu trabalho.

P: Quantas ilustrações eu devo incluir no meu portfólio?
R: Não existe um número mágico de ilustrações ideais em um portfólio. Mas pense em algo entre 8 e 16 imagens como um norte do que deve ser produzido. O que realmente conta neste quesito é a qualidade daquilo que você está colocando no seu portfólio. Não adianta nada ter 10 imagens sensacionais e 2 com péssima composição, por exemplo. Por ainda é colocar 40 imagens medianas achando que a quantidade fará a diferença.
Outra dica importante é montar um portfólio direcionado para a vaga que você está se candidatando. Se por exemplo você estiver buscando uma vaga como concept artist, certamente você precisará incluir algumas ilustrações que mostrem seu processo de trabalho nesta área. Caso seja uma vaga para modelador 3D, de nada será útil incluir ilustrações vetoriais no portfólio, por exemplo.

P: Eu nunca trabalhei em uma empresa de jogos. Devo fazer um portfólio mesmo assim?
R: Com certeza. Mesmo que você não tenha nenhum trabalho profissional para ser mostrado, você certamente deve mostrar o seu talento como artista através de seus projetos e criações pessoais. Incluir nesta lista até mesmo trabalhos realizados para concursos e projetos da faculdade também são interessantes quando se aplicam ao perfil da empresa e vaga que você está buscando.

P: Eu gosto muito de produzir sketches rápidos antes de partir para a ilustração final. Devo incluir isso no portfólio?
R: Sim e não. O processo pelo qual você chegou na ilustração final é fundamental para que o entrevistador conheça o seu trabalho e sua forma de pensar artisticamente. Porém fica muito mais interessante se você incluir as etapas ilustração de apenas alguns dos seus trabalhos finalizados, podendo incluir links para vídeo do processo gravado ou até mesmo um acesso externo do seu portfólio digital que inclua muito mais sketches.

P: Gosto de pintar quadros realistas tanto com materiais de verdade quanto digitais. Devo incluir isso no portfólio?
R: Não. A menos que você esteja enviando seu portfólio para uma amostra de arte. Lembre-se que você está enviando seu trabalho para uma produtora de jogos e eles vão querer ver o que você consegue produzir de forma comercial e não apenas com um senso estético ou artístico.
A regra de ouro aqui é: as ilustrações do seu portfólio precisarão contar uma história e, de preferência, que convença o expectador a comprar o produto apresentado.

P: Além de ilustrador eu também desenvolvo flyers, logos e layouts para sites. Devo colocar isso no…
R: Não. Não e não! E nem preciso explicar o motivo, certo?

© Craig Mullins (Assassins Creed)

© Craig Mullins (Assassins Creed)

Demo Reel

Reel, em tradução literal, é aquele cilindro de ferro (parecido com uma roda de carro) no qual é enrolada a película do filme nos cinemas. Ou seja, é o rolo do filme.

E o Demo Reel nada mais é do que “o rolo do seu filme”. Um vídeo apresentando o seu portfólio da forma mais digital e midiática possível.

Dependendo da vaga ou empresa na qual você está se candidatando, não será exigido um Demo Reel. Porém pense neste vídeo como um item obrigatório se você estiver direcionando a sua carreira para qualquer área ligada a animação, pós-produção, efeitos visuais ou 3D em geral.

E para ajudar a criar o seu Demo Reel, eis mais um FAQ rápido:

P: Qual o melhor formato do vídeo?
R: Caso a opção seja enviar o seu vídeo em forma física, o mesmo deve ser gravado apenas em DVD. Mesmo assim é interessante que você sempre tenha seu vídeo gravado na maior resolução possível e formato de edição aberto para o software que você tiver editado.
Vale lembrar também que o ideal é que você tenha o seu Demo Reel publicado em uma rede social de vídeo, como o Vimeo, para facilitar o envio do seu trabalho por email.

P: Qual o tempo que meu vídeo deve ter?
R: Planeje algo com no máximo 3 minutos de duração. Coloque seus melhores trabalhos logo de início e lembre-se que muita gente não terá paciência para ver o vídeo todo. Por isso você precisa prender a atenção do expectador logo nos primeiros segundos.

P: E se o meu Demo Reel tiver trabalhos que foram realizados por outros profissionais junto comigo?
R: Neste caso o melhor é indicar qual foi o seu papel naquele trabalho. Você pode não ter criado o modelo do personagem em 3D, mas ter sido responsável por sua animação, por exemplo. Mostrar sua honestidade e sinceridade nesta hora conta muitos pontos para o entrevistador. O mesmo vale para indicar os softwares que você utilizou no trabalho.
P: Devo colocar uma música no vídeo?
R: Sim, mas pense sempre que você precisa vender o seu peixe com trabalhos visuais. Ou seja, a música escolhida nunca deve ser mais interessante do que o que estiver sendo exibido no vídeo. Colocar como trilha sonora uma música sem direitos autorais também mostra profissionalismo do seu lado. E nunca, jamais, coloque qualquer remix de música famosa de algum jogo – principalmente aquele clássico do Mortal Kombat, por exemplo.

Precisa de ajuda para encontrar seu caminho na indústria?
Conheça o Game Art Coach, uma mentoria online exclusiva do Game Concept Art Brasil.

Portfólio online: onde publicar

Atualmente existem muitos sites que oferecem um espaço gratuito para você criar o seu portfólio online.

O mais famoso entre eles certamente é o DeviantArt, que oferece além de opção para publicar imagens em alta resolução, a chance de você vender a sua arte digitalmente ou até mesmo ficar em contato com outros artistas através de fóruns e grupos de trabalho.

O queridinho dos artistas atualmente é o ArtStation, por possuir um visual muito mais moderno, além de recursos como lista de seguidores e favoritos. Porém o destaque mesmo fica para as empresas que divulgam suas principais vagas de trabalho para artistas dentro da comunidade.

Por fim, outra rede social de destaque é a Behance da Adobe, que leva destaque por possuir um app para tablets e smartphones integrado com o site, facilitando o acesso e comunicação da rede.

O problema todo de você ter o seu portfólio apenas em uma ou mais rede social é que você também estará dividindo a atenção do seu trabalho com outros artistas. Por isso o ideal mesmo é que você tenha um domínio próprio na internet, reunindo em um site o melhor do seu trabalho, informações de contato e, aí sim, links para sua conta no Linkedin e outras redes sociais.

Esta é a forma mais profissional de você apresentar o seu trabalho.

© God of War (Santa Monica Studios)

© God of War (Santa Monica Studios)

O valor de um bom portfólio

Lembre-se, quando uma empresa da indústria de jogos está recebendo o material de novos candidatos as vagas de trabalho, geralmente a ordem de seleção segue da seguinte forma:

1º – O examinador avaliará o trabalho do artista através do Demo Reel (mais sobre ele logo abaixo);
2º – Caso o Demo Reel chame a atenção o examinador olhará o portfólio do candidato;
3º – Só então, quando o portfólio se mostrar de qualidade é que o examinador se preocupará em ler a Cover Letter e o Currículo do candidato.

Entendeu? Apesar de o Currículo e a Cover Letter serem fundamentais para conseguir uma vaga no mercado, o Portfólio de qualidade e o Demo Reel bem apresentado são itens obrigatórios para qualquer artista do mercado.

  • Alex Faria

    Belo post, mas ficou uma dúvida.. porque eu não posso mandar minha arte original para uma empresa?

    • Marcus Soares

      Porque não é usual e porque você obriga, de certa forma, eles a devolverem. Ou seja, você está obrigando pessoas ocupadas a desperdiçar tempo reenviando seu trabalho original de volta. O que, convenhamos, não é muito adequado ou profissional de sua parte.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Cadastre-se em nossa Newsletter

Assine gratuitamente nossa Newsletter e receba toda semana um resumo com nossas atualizações e dicas exclusivas sobre a indústria de games!

Obrigado! A sua assinatura foi realizada com sucesso!

Cadastre-se em nossa Newsletter

Assine gratuitamente nossa Newsletter e receba toda semana um resumo com nossas atualizações e dicas exclusivas sobre a indústria de games!

Obrigado! A sua assinatura foi realizada com sucesso!